Lumes Sodomizados

...Ai! Pudera eu ter na saliva o levante da flecha...

(O homem é uma cor-cínica primária e um cru-amarelo transparente movido pela indiferença e ganância...)

Para essas noites grisalhas
com cara de Kalashnikov afeminada
ponho a minha língua de fora
e permito-me a rebeldia...

A esses dias de hesitante vigor
com ânimo de mornas cenas de sexo oral
lanço meu bumerangue de palavrões
e permito-me a autofagia...

Oh! Inútil cobiça!
A ti e a tua sucessão
lançar-vos-ei dardos seminus
municiados com venenos e com aquela coisa roxa;
e, em ato continuo,
pôr-vos-ei num estendal de lumes sodomizados
para que suceda de não endurecer-me
ou permitir-vos escolher
a livre combustão...

Ai! Pudera eu ter na saliva
o levante da flecha!
Pudera eu transformar-me em luas descomunais
e não sentir a alma segredar-me feroz
ou isolar-me na compulsão do instante...

Pudera eu avivar na libido
o fruto que lhe convém!
Pudera eu esconder-me no debrum
da vergonha
e planar no ar-além...

Pudera eu varrer o esmolar de cada esquina!
Pudera agora,
em todos os olhares, não jazer
uma mão pedinte...

Lá fora, o arqueiro no cio
abandona
o silêncio
na retranca...

- Abusa e usa da fuga!

Aqui, silêncios e bocas
umedecem retropensamentos: malogram
mui-abortos de antes-vidas...

- Fodem-se à toa!
Recusam-se a mudar de asco.

© Benny Franklin

Fotografia: Janela da alma, by Ana Mokarzel

8 Response to "Lumes Sodomizados"

  1. Adriana says:

    Ass imagens fortes e os versos tensos tornaram o poema denso.saborre cada palavra.

    Adriana says:

    correção: As imagens, saboreei cada palavra....será que errei tanto pq fiquei nervosa com o poema???rs

    doroni says:

    Beny,

    Forte e verdadeiro o seu poema
    Se não fosse a cobiça de muitos poderíamos
    mudar o mundo
    bjs
    Doroni

    Adriana says:

    Um poema que acerta a flecha no alvo. Fortíssimo e belo.

    Benny,
    Obrigado pelo comentário na minha ´postagem no Poema Dia. Saiba que também sou seu fã. Você é um PUTA! poeta. Se é que me entende... rsss
    Pode me sugerir algum livro do Max ?
    Abraço,
    Chico

    Poeta Hoje é teu dia Azul, sem silêncio
    Onde tuas palavras vão transpor rios e mares
    e todos irão ao seu encontro, pode ter certeza
    Poeta das entranhas são poucos ...
    Um abraço apertado festivo!

    bj

    OSHF

    Cintia Thome

    Mestre Benny, muito obrigado pela homenagem no Overmundo. Muito bom o "casca-de-extase" !!!
    Difícil encontrar livros do Max pra vender na net. Mas consegui um Obras Reunidas 1952-2001 (acho que é esse o título) numa livraria do Rio. Estou esperando chegar. Li alguns poemas dele na net; o homem era fera !!
    Super abraço,
    Chico

    IVANCEZAR says:

    Eu a cada poema seu que leio, mais me encanto com seu poder de tecer metáforas e figurações de linguagem .... realmente impressionante !
    Mais um trabalho extremamente diferenciado e de um conteúdo humano que retrata com fidelidade o ambiente mundano onde o poeta se insere . E desse ambiente, voraz , bandido, brotam os versos que plantam a semente da resistência cultural , aliás , a única resistência que ao longo da história humana se sobrepõe à força bruta do poder dominante ...
    Parabéns meu querido amigo !!

BENNY FRANKLIN

Poesias Verdes Fritas

Benny Franklin. Tecnologia do Blogger.
powered by Blogger | WordPress by Newwpthemes | Converted by BloggerTheme | Blogger Templates | Credit Card Offers